Taipan, a serpente mais venenosa do mundo

A Oxyuranus microlepidotus, conhecida comumente como Inland Taipan, é uma serpente endêmica da Austrália, da família Elapidae. Embora altamente venenosa, é muito tímida e reclusa, e sempre prefere fugir do problema (a palavra "feroz" do seu outro nome de fato descreve seu veneno, mas não o temperamento).

Pode chegar a 2,5 m de comprimento e é considerada a serpente mais venenosa do mundo. Uma picada desta serpente pode levar um ser humano à morte em apenas 20 minutos, com a introdução de até 60 mg de veneno.


Sua cabeça é arredondada e comprida, e mais escura que o resto do corpo. No inverno a cor é preto brilhante,alterando-se para marrom-escuro no verão. Esta mudança de cor sazonal serve o propósito de termorregulação, permitindo que a cobra absorva mais luz nos meses de frio, a taipan é nativa das regiões áridas da Austrália central.


Seu alcance se estende desde o sudeste do Território do Norte no oeste de Queensland. Seu veneno provoca a coagulação do sangue da vitima,enquanto neurotoxinas destroem o sistema nervoso,e outras toxinas atacam os músculos.
Fonte: Dom Escobar

"Confira acima nossos produtos para captura e manuseio de serpentes, com preços promocionais"

    Gostou desta notícia? Receba sempre todas as atualizações do CobraMania.
    Assine nosso Feed RSS ou receba nossos artigos diretamente no seu email.

3 comentários

tiranada disse...

Oi! Sou Moderado do agregador de blogs tiranada gostaria de convidá-lo(a) a divulgar os postes do seu blog em nosso espaço... www.blog.tiranada.com.br

Wallef disse...

Sempre a australia!

Antonio Vieira disse...

Parabéns pela postagem, como sempre é um excelente artigo. A Internet no Brasil realmente precisa de postagens de qualidade como estas que você está nos oferecendo. Gostaria de lembrar também um outro ótimo agregador de conteúdos que vem se destacando muito, que é o Super Links:
http://www.superlinks.blog.br

Nele todos podem divulgar seus links gratuitamente e receber centenas de visitas diarias.

Postar um comentário